Chegadas de Sami e Matheus transformam o setor num dos mais concorridos da ADI

REDAÇÃO FUTEBOL GONÇALENSE
foto_1241
Pedro, Matheus e Sami disputam uma vaga na lateral-esquerda. Fotos: Gabriel Farias.

Até a semana passada a lateral-esquerda do Itaboraí contava oficialmente com uma única opção: Pedro, volante que foi efetivado na posição durante a pré-temporada. No entanto, as contratações de Sami e Matheus – que foram anunciados juntos – mudaram completamente o panorama, transformando num dos setores mais disputados da equipe. Dor de cabeça das boas para o treinador Luiz Antônio.

— Sobe o nível da equipe. Ter três jogadores na função é bom para a ADI. Isso faz o profissional render ainda mais — disse Sami, que aos 23 anos já passou por clubes do Ceará, Rio Grande do Sul e Piauí.

Pensamento parecido tem Matheus, que projeta uma disputa intensa, mas de maneira sadia, sem rivalizar com os colegas de elenco.

— Vai ter que suar muito para conseguir uma vaga na equipe. Vamos ter que dar o máximo em cada oportunidade. A convivência tem sido boa e tem que ser assim mesmo.

Dono da posição até o momento, Pedro é só humildade. Ele quer colaborar, não importa onde.

— Estou à disposição do treinador. O que ele mandar fazer vou tentar executar da melhor maneira possível — avisou.